terça-feira, 2 de setembro de 2008

Paralímpicos ou para-olímpicos?

Nos últimos dias, os jornalistas da TDM têm falado muito em Jogos Paralímpicos e atletas paralímpicos, certamente influenciados pelo termo inglês paralympics. Sucede que o termo correcto em português é para-olímpicos.

No excelente Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, publicado pela Editorial Verbo em 2001, pode ler-se:

Para-olímpico, a. Que diz respeito aos jogos destinados a atletas deficientes, realizados de quatro em quatro anos, após os jogos olímpicos e no mesmo local destes. Atleta deficiente que participa nos jogos para-olímpicos.

Jogos para-olímpicos. Encontro desportivo em que os atletas são deficientes, realizado de quatro em quatro anos, após os jogos olímpicos e no mesmo local destes.

PS: aproveito para esclarecer quem assistiu ao telejornal da TDM de domingo passado que a cidade de Saint-Paul, no Minnesota, E.U.A., local escolhido para a realização da Convenção Republicana, não fica a dois, mas a dois mil quilómetros da rota do furacão Gustav na Luisiana (à atenção da simpática Lina Ferreira). E, já agora, esclareço também que o futebolista David Villa, do Valência, não integrou a selecção campeã do mundo, Itália, mas a campeã da Europa, Espanha (esta é à atenção do meu amigo Vítor Rebelo). Espero que não me levem a mal o reparo...

3 comentários:

Hugo disse...

Também reparei nessa do Villa. E já agora diz-se Rooney e não Ronni...

Nuno Lima Bastos disse...

Entre outros "lapsos"... Obrigado pelo contributo!

Nuno Lima Bastos disse...

O Ciberdúvidas da Língua Portuguesa também considera «jogos paralímpicos» uma designação errada, optando por «jogos para-olímpicos» (http://ciberduvidas.sapo.pt/pergunta.php?id=11325).