segunda-feira, 21 de julho de 2008

A escravidão das estrelas

Com a devida vénia ao jornal Record, publico este cartoon do meu conterrâneo Cristiano Ronaldo, alusivo às disparatadas declarações do presidente da FIFA sobre a suposta escravidão das grandes vedetas do futebol mundial, com as quais o craque madeirense disse concordar inteiramente.

Como é que um garoto de 23 anos que acaba de passar férias de luxo num iate privado, na companhia de uma (ex-)namorada a quem ofereceu um Mercedes personalizado com o monograma nos assentos, pode ter o devaneio de se considerar vítima de escravidão por ter assinado um contrato milionário que é suposto cumprir?

Comparado com ele, presumo que sou muito abaixo de escravo: afinal, também tenho um contrato de trabalho para cumprir, com cláusula penal para o caso de rescisão antecipada, e ganho infinitamente menos...

1 comentário:

Hugo disse...

Quando se tem os meios de comunicação social e os tontinhos do costume sempre a bajularem-nos como se viu no último Euro, estas criaturas sentem-se no direito de dizer estas barbaridades...